Policial é presa após ser suspeita de agredir ex-companheiro e escrever carta com planos de vingança - Fala Alagoinhas News | Portal de Alagoinhas e Região

 


Policial é presa após ser suspeita de agredir ex-companheiro e escrever carta com planos de vingança

Share This



 Perseguir o homem “até que ele enlouqueça”, jogar o “corpinho dele dentro do saco” e ameaçar colocar “maconha na mochila para ele ser preso”, foram partes das ameaças que a policial civil, Rafaela Luciane Motta Ferreira, de 40 anos, fez contra ao ex-namorado após não aceitar o fim do relacionamento.

Ela foi presa em flagrante no último domingo (28) logo depois de furar os pneus do veículo da vítima, além de agredi-lo com golpes de canivete e mordida.

O site Metrópoles teve acesso a carta de forma exclusiva, no documento ela também cita outros relacionamentos que teve e o que pretendia fazer para se vingar deles. A agente cita que vai pegar o celular de um dos homens, em outro momento, ela detalhe que que quer matar um ex-namorado por envenenamento. Ela afirma que também pretende incendiar a moto de outro homem, para que ele pudesse “sofrer em vida” e posteriormente também morrer envenenado.

Ainda na carta, Rafaela Ferreira garante que “vai pagar quantos assassinos de plantão forem necessários para acabar com a vida de todos eles. Um por um”.

Na delegacia, a vítima disse que a autora não aceitou o término do relacionamento e que, por isso, ele teria entrado com uma medida restritiva, a qual foi descumprida por Rafaela.

O caso foi registrado na delegacia como lesão corporal. Na DP, Rafaela assinou um termo circunstanciado de ocorrência (TCO) e foi liberada. A vítima não ficou gravemente ferida.

Em nota, a PCDF informou que “a autuada pertence aos quadros da instituição e já responde a Processo Administrativo Disciplinar (PAD) na Comissão Permanente de Disciplina (CPD) e a diversos procedimentos na Corregedoria-Geral de Polícia (CGP), e está afastada das funções por licença médica. Ela teve também suas armas recolhidas e a sua restrição será formalmente comunicada ao juízo”.

A servidora já tinha sido presa preventivamente em agosto, acusada pelo crime de stalking contra o antigo namorado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages